Chegada a Cairns

O voo da Lan/Qantas saía de Guarulhos cedinho, às 7h30 de sábado. Por isso, optamos por dormir no hotel do aeroporto na sexta. Eu me senti um japonês naquele quarto de 1,5m X 2,5m do tal Fast Sleep, que mal comportava a beliche e nossas malas. Mas fica-dica 1: conseguimos fazer o check-in na véspera, acordamos DENTRO do aeroporto (a 5 minutos do balcão), e despachamos a bagagem apenas uma hora antes do voo.

Clique aqui para curtir Viaje ao Léo no Facebook!

Bem, foram 4h até Santiago, 14h até Sydney (sim, amigos, 14) e, como somos adeptos do açoite logo na chegada, ainda emendamos outro voo, para aproveitar que estávamos no aeroporto. Se bem que não era exatamente o mesmo. Fica-dica 2: do terminal internacional de Sydney , foi preciso pegar o ônibus T-Bus até o terminal doméstico. E lá se foram mais 3h até o destino final. Eis que 4 voos, 1 táxi e 1 hotel depois, desembarcamos em Cairns, bem ao norte da Austrália.

IMG_5826.JPG

Cairns é a principal porta de entrada para os 2300km da Grande Barreira de Corais que, dizem, pode ser vista até do espaço.

Chegamos quase à meia-noite de domingo, 42h corridas após, portanto, eu deixar minha casa em BH (já descontando as 13h a mais de fuso). Pegamos um shuttle por 11 AUD (dólares australianos) até o Gilligan’s. É um hostel, mas nosso quarto duplo – sério – era grande, novinho, melhor que o de muito hotel. Na Austrália, os albergues costumam ser descolados e bem avaliados. Este, por exemplo, é o ponto do agito. Quando descemos para comer uma fatia de pizza, à uma da madrugada, a boate do hostel estava bombando, cheia de gatos e gatas, 90% deles bêbados e com metade da nossa idade.

Eu me senti na Austrália automaticamente. 

Pensei em interagir um pouco. Mas, após enfrentar essa maratona, sem chance!

IMG_5709

A revigorante floresta de Kuranda

Até porque tínhamos um passeio agendado, ainda no Brasil, para as 11h do dia seguinte. Acordamos às 8 e pouco porque queríamos tomar algumas providências antes de a van nos pegar às 10h30 com destino a Kuranda. É uma antiga vila aborígene no meio de uma floresta.

Clique aqui para reservar seu hotel pelo Booking.com. Você não vai pagar nada a mais por isso, mas vai ajudar o blog!

Para chegar lá, eles nos deixaram no terminal do teleférico Skyrail, que passa por cima da copa das gigantes árvores por mais de 7km. No caminho, duas paradas para apreciar atrações como a cachoeira Baron.

IMG_5713

Kuranda tem belas cachoeiras

Na vila, o visitante escolhe entre passear de barco, conhecer a cultura local, entrar num santuário de coalas, num aviário, num borboletário ou se encher de bugigangas nos mercados. Nada estava incluído no preço, claro, que já era salgado. E tudo era muito para turista ver. Preferimos fazer uma trilha de 3km por dentro da floresta até a estação, de onde o trem partiria às 15h30.

IMG_5754

Pausa para relaxar!

O trajeto de 1h30 é por uma rota cênica, à beira de uma garganta impressionante, passando por cachoeiras, túneis, curvas, etc. Esse tour é muito bonito, relaxante, organizado, bom pra um primeiro dia, blá-blá-blá… Mas, na boa, fica-dica 3: faça se tiver tempo!

IMG_5795

À essa altura, o jet lag já nos matava. De volta à simpática Cairns, ainda tivemos força para dar uma volta pela Esplanade. É uma orla muito agradável onde eles construíram a Lagoon (uma lagoa artificial), com piscina de borda infinita e um calçadão onde sarados nativos se exercitam, em clima de South Beach, Miami.

IMG_5811

Coisa de australiano!

Criaram esse charmoso complexo, porque a água do mar ali não era boa e cheia de perigosas águas-vivas. O lugar estava animado ao entardecer. Comemos num self service chinês no Night Market em frente à orla, antes de voltar ao hotel e desabar na cama antes das oito da noite.

Próxima parada: Grande Barreira de Corais e Daintree National Park‏

Parada anterior: Austrália em 25 dias

Posts relacionados:

Whitheaven: a praia mais bonita do mundo?

Airlie Beach e Whitsundays

24 horas em Brisbane

Gold Coast: a Orlando da Austrália!

Bye, Gold Coast!

Sydney, SUA LINDA!

Domingo em Sydney

I love Sydney!

Great Ocean Road

Além dos 12 Apóstolos e chegada a Melbourne

Melbourne

Fim de semana em Melbourne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s