24h em Brisbane

As 14 horas e meia de trem, de Airlie/Proserpine até Brisbane, acreditem, não doeram. Quando o negócio é ruim, vocês sabem. Eu dormi como uma pedra. Chegamos à estação Roma St, de Brisbane, lá pelas 9h. O hotel ficava a uma curta distância a pé e deixou que fizéssemos o check-in, bem antes do horário. Ponto para o Adina Anzac Square!

IMG_6273

Lateral do do nosso hotel. O check-in antecipado foi um superdiferencial.

Depois do merecido banho, saímos para passear, lá pelas 11h, começando pela King George Square, pertinho do hotel, onde ficam a Prefeitura e uma igreja plesbiteriana.

King George Square

Tradicão e modernidade lado a lado na King George Street.

Ao lado, está a Queen Street Mall, região de compras com muitas lojas e galerias em quarteirões exclusivos para pedestres. Entramos na galeria Brisbane Arcade, chiquérrima. De lá, seguimos para Reddacliff Place, uma praça com esculturas de bola gigantes e prédios coloridos contrastando com os antigos.

Arquitetura moderna em Brisbane

Reddacliff Place

Reddacliff Plac fica em frente à Victoria Bridge, que a gente atravessa para chegar do outro lado do rio Brisbane, à região chamada Southbanks.

IMG_6315.JPG

Parte do enorme Southbanks, visto da Victoria Bridge.

Trata-se de um parque com área de cooper à beira-rio, piscina pública (como as de Cairns e Airlie Beach), muitos restaurantes e museus. Entramos rapidamente em dois deles (fica-dica 1: ambos gratuitos): Gallery of Modern Art e Queensland Art Gallery. Muito bons.

Museus em Southbanks

Ser cult é isso aí, minha gente!

IMG_6383

Piscina pública do Southbanks, em Brisbane.

Depois, atravessamos o rio de novo, mas pela Goodwill Bridge, até o Jardim Botânico, que tem uma vegetação linda, laguinhos, mais pistas de cooper e prédios bonitos como os do Parlamento Antigo e de uma Faculdade.

Botanic Garden - Brisbane

Natureza…

IMG_6409

… e bela arquitetura no Jardim Botânico de Brisbane.

Saindo do Jardim Botânico, fomos caminhando na passarela de Riverside, cheia de hotéis e restaurantes chiques, de onde partem vários ferries urbanos, e chegamos bem perto da emblemática Story Bridge, onde muita gente faz escalada.

IMG_6411

Riverside com a famosa Story Bridge ao fundo.

Tudo isso em seis horas e sem transporte. Sim, somos ligeiros, mas o fato de as atrações serem concentradas também ajuda muito. Pobres turistas de BH, que precisam se deslocar da praça do Papa à Pampulha!

Clique aqui para curtir Viaje ao Léo no Facebook!

À noite, fomos jantar em Chinatown, região de Fortitude Valley (adivinhem: também pertinho), e nos encontramos com o Euler. É um cara de BH, que estava estudando inglês por lá e pelejando para ficar de vez. Com ele, atravessamos a Story Bridge iluminada, observando o igualmente iluminado skyline de Brisbane, que lembra o de Toronto.

Brisbane's skyline at night

Brisbane iluminada, vista da Story Bridge

Do outro lado, o Euler nos ensinou a pegar um ferrie gratuito (fica-dica 2: é o City Ferry vermelho) até Riverside. Pra ir embora de Brisbane, no dia seguinte, fomos pra mesma estação em que chegamos e pegar o trem até Gold Coast. Este ticket não faz parte do passe, que vai de Cairns a Brisbane. E, fica-dica 3: por ser considerado local, só pode comprado no dia. Não é caro, não. Pagamos 17 AUD por uma viagem de 100km.


Minha impressão de Brisbane:

O que vale a pena: a beleza da cidade, que é tranquila, apesar de grande, e a facilidade de deslocamento.

Permanência: 1 noite (sendo menos de um dia inteiro). Juro que achei suficiente. Claro, não ficamos o dia inteiro nos museus, não fizemos passeio de barco pelo rio, não fomos ao Roma Street Park (que é muito legal, segundo o Euler), ignoramos Mount Coot-tha (uma colina agradável de onde se tem uma vista), não vimos santuários de bichos e nem exploramos arredores, como Moreton Island. Mas nada disso fez falta.

Clique aqui para reservar seu hotel pelo Booking.com. Você não vai pagar nada a mais por isso, mas vai ajudar o blog!

Onde ficamos: Adina Anzac Square. É o mais caro da viagem (cerca de 170 AUD), mas como iríamos ficar só um dia… Valeu demais! Perto de tudo, inclusive da estação.

Próxima parada: Gold Coast – A Orlando da Austrália!

Parada anterior: Airlie Beach e Whitsundays

Posts relacionados:

Austrália em 25 dias

Chegada a Cairns

Grande Barreira de Corais e Daintree National Park

Whitheaven: a praia mais bonita do mundo?

Bye, Gold Coast!

Sydney, SUA LINDA!

Domingo em Sydney

I love Sydney!

Great Ocean Road

Além dos 12 Apóstolos e chegada a Melbourne

Melbourne

Fim de semana em Melbourne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s