Bye, Gold Coast!

Eu já tinha visitado algumas cidades que têm Sea World. Mas nunca senti vontade de ir a um deles. Como o Vip Pass de Gold Coast me dava a chance de ver os três parques por 99 AUD, pensei: é agora. Não foi nada de mais, é verdade. Achei divertido o “show” dos leões-marinhos, que são assustadoramente humanos de tão bem treinados, e correm que nem cachorros.

IMG_6610

Perdi as outras apresentações, inclusive a dos golfinhos, porque estava mais interessado em ter uma visão geral do lugar e, claro, aproveitar as montanha-russas. Fui duas vezes na Storm, que termina com uma descida na água, e três na Jet Rescue, na qual você se senta num jet-ski! Saí de lá às 12h30 e almocei Fish & Chips + camarões e lulas num lugar superlocal, ali pertinho,  o Peter Fish Market. Delicioso.

DSC_0504~2

Ah, esqueci de me dizer que fui a pé do meu hotel até o Sea World. Olhei no Google Maps e dava 5,5km. E pela orla. Então, para que transporte? Saí uma hora antes do previsto e peguei o calçadão da Great Ocean Walkway. O caminho é lindo.

DSC_0469~2~2

De Surfers Paradise, passei por Main Beach, Mirage Beach e cheguei a The Spit, já no finzinho da orla! Nesse ponto, a praia é praticamente deserta, apesar de estarmos na cidade. E, em vez dos arranha-céus, o que se você é um paredão de árvores, emoldurando a praia.

DSC_0515~2

Na volta, fiz o mesmo trajeto, mas pela areia. Imagina se fiquei cansado! Parecia que Surfers não chegaria nunca. Mas também parecia que Gold Coast era toda minha. Para relaxar as pernas, entrei na jacuzzi aquecida do hotel, ao lado da piscina. Com aquele tempinho frio, foi uma experiência e tanto, principalmente porque caiu uma tempestade gelada enquanto a gente estava lá.

Clique aqui para curtir Viaje ao Léo no Facebook!

Renovado, reuni forças para encarar mais 8km (ida e volta) até o shopping Pacific Fair, que fica em Broadbeach. Havia trans, sim, mas eu queria conhecer mais a cidade. E, depois de três dias lá, posso dizer: me apaixonei.


Minha impressão de Gold Coast:

O que vale a pena: a cidade em si, que é linda e tem ótimo astral, as praias maravilhosas, os parques (que não são isso tudo, mas enfim..)

O que incomoda: não tive queixa alguma.

Permanência: 3 noites (sendo 2,5 dias). Deu para fazer o que eu queria mais, que era ir aos parques. Mas uma semana não seria exagero algum, porque Gold Coast tem muitas outras praias, como a própria Broadbeach, que não conheci, e algumas mais distantes, como as que ficam perto do aeroporto e, dizem, são quase deserta. Além disso, há mais parques temáticos, como o Dreamworld e também naturais, como o Tamborine, o Springbrook e o Lamington.

Clique aqui para reservar seu hotel pelo Booking.com. Você não vai pagar nada a mais por isso, mas vai ajudar o blog!

Onde ficamos: Grand Chancellor Hotel.  Excelente pedida, na melhor esquina de Surfers Paradise, a dez passos da Cavill Avenue. Ótimo custo -benefício: 100 AUD /dia por um quarto com varanda enorme com vista pro mar e pro agito.

IMG_6481.JPG

Próxima parada: Sydney, SUA LINDA!

Parada anterior: Gold Coast – a Orlando da Austrália!

 Posts relacionados:

Austrália em 25 dias

Chegada a Cairns

Grande Barreira de Corais e Daintree National Park

Whitheaven: a praia mais bonita do mundo?

Airlie Beach e Whitsundays

24h em Brisbane

Domingo em Sydney

I love Sydney!

Great Ocean Road

Além dos 12 Apóstolos e chegada a Melbourne

Melbourne

Fim de semana em Melbourne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s