Revezamento da tocha: DF, Goiás e Triângulo (dias 2 a 5)

Celular corporativo num bolso e o pessoal no outro (apenas para dar a sensação de que a vida nesses três meses não se resume a trabalho).  Mas é. E muito. Uma experiência realmente única.

De repente,  o relógio biológico entra em modo revezamento. Às 6 da manhã, os olhos já estão acesos, como a tocha.

O ritmo é puxado. Praticamente uma cidade por dia, separadas por quilômetros. Já são 950km de céu, outros 570 km de chão, seis cidades, dois estados e o Distrito Federal. Goiás fez jus às minhas expectativas. Ô, povo legal, sô! Tipo-qui-nem mineirim.

20160504_120722.jpg

Mas é mesmo em Minas Gerais que me sinto mais em casa. É onde o sotaque conforta, o olhar alheio aconchega e o jeitinho acolhedor tornam tudo mais leve. Delícia rever Uberlândia, conhecer Patos de Minas, ainda que “ligeiro”, numa velocidade tão diferente do estilo de vida dessas bandas. Ainda tem muito estrada pela frente. Mas como nós, mineiros, dizemos, o Brasil inteiro é logo ali.

Próxima parada: Série EM/COMO – Em Montes Claros, como os montes-clarenses

Parada anterior: Série EM/COMO – Em Anápolis, como os anapolinos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s