Série EM/COMO: Em Valença, como os valencianos

Quando eu experimentei a genuína moqueca capixaba (leia aqui), fiquei com aquela sensação de que eu teria que comer a versão baiana de novo para saber qual das duas é melhor. Pois bem! Estávamos meu colega e eu em Valença e chegou a hora do jantar! A ideia nem era comer moqueca.

wp-1463707173118.jpg

Mas o restaurante mais pertinho do hotel oferecia essa delícia no cardápio e pensamos: por quê, não? Pedimos a de peixe com camarão e chega essa coisa mais maravilhosa na nossa mesa:

wp-1463707140868.jpg

Um prato muito bem servido com arroz, farofa, um pirão de comer ajoelhado e uma saladinha. Quando perguntei à garçonete se a moqueca de lá era melhor que a capixaba, a resposta foi imediata:

“Se não tem dendê, não é moqueca”

Aí, me lembrei do pessoal de Vitória:

“Moqueca é capixaba, o resto é peixada”

Rivalidades à parte, só tenho a agradecer pela comida maravilhosa que comi em ambos os estados. Mas preciso confessar: tenho uma relação de amor verdadeiro com o o dendê e o leite de côco. A moqueca de Valença vai ficar eternamente em meu coração. Se estiverem de passagem por lá, o restaurante é o Estação Tatiba.

wp-1463707158752.jpg

Ah, este pirão… meu Deus!

Confira todos os links da série EM/COMO aqui.

Próxima parada: Revezamento da tocha – BA, SE, AL e PE (dias 20 a 29)

Parada anterior: Revezamento da tocha: Do Espírito Santo à Bahia (dias 14 a 19)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s