Série EM/COMO: Em Anápolis, como os anapolinos

Você já viu pizza de strogonoff de carne? Em Anápolis, logo no meu primeiro dia no revezamento da tocha Olímpica, eu encontrei uma! A outra metade se chamava Romana e tinha de tudo! E o melhor: a pizza de seis pedaços custava menos de R$ 30,00.

 

Confira todos os links da série EM/COMO aqui.

Revezamento da tocha: começou!

Era “duplamente feriado”. Domingo e primeiro de maio. O alarme tocou às 6h15. Os olhos teimavam em fechar, mas a única coisa que me vinha à cabeça era “bora trabalhar”. Quando o avião começou a decolar no Santos Dumont, uma colega gritou bem na minha frente: “partiu tooooochaaaa”. Todos da equipe gritamos e batemos palmas em seguida.

Confesso que me arrepiei porque o clima é este: galera superpilhada, a fim de conhecer e mostrar o melhor dos brasileiros para o mundo todo! Foi assim desde o primeiro dia.

Como eu disse antes, meu amigo e eu viajamos fora do comboio do revezamento. Somos a equipe avançada que faz cobertura e Relações Públicas. Participamos das coletivas de imprensa sempre dois dias antes da passagem da tocha.

Clique aqui para curtir a página Viaje ao Léo no Facebook.

Não fazemos o percurso inteiro, que tem mais de 300 cidades. Visitamos “apenas” as últimas de cada dia, que são as Cities Celebration por terem a cerimônia de celebração, com acendimento de pira e tudo.

Coloquei a palavra apenas entre aspas na frase anterior porque serão mais de 80 cidades em 92 dias! Rs.

A primeira seria Brasília. Mas, como a capital federal teve um esquema todo especial, passamos por lá rapidinho apenas para pegar o carro que nos levou a Anápolis, segunda City Celebration da rota e primeira em que efetivamente dormimos. Este foi meu dia do Trabalho, com 950km de aéreo e mais 150km de chão. No dia seguinte, rodamos mais 60 km até Goiânia e no terceiro mais 170 km até Caldas Novas.

20160503_154701.jpg

Pelas belas paisagens de Goiás

Não perca a conta! Até agora, foram 950km de voo, 380km de estrada e quatro cidades visitadas em Goiás e no Distrito Federal. Mas o giro está só começando.

Próxima parada: Em Anápolis, como os anapolinos

Parada anterior: O Brasil inteiro em três meses