Revezamento da tocha: PB, RN, CE e PI (dias 30 a 39)

Do Recife, seguimos para o a minha querida Paraíba. Adorei conhecer Campina Grande, forrozar ao som de Genival Lacerda (ao vivo e a poucos passos de mim) e conhecer o agradável Açude Velho, bem no centro da cidade. Sem contar na gastronomia da cidade, que foi tema de um post à parte (leia aqui).

20160530_222615

O Açude Velho não é uma delícia?

Matando as saudades de João Pessoa, reatei meu caso de amor com a praia de Tambaú e dei uma segunda chance à carne de bode (leia aqui). Como eu gosto de Jampa!

20160601_071013

Da Paraíba para o Rio Grande do Norte! Foi a minha terceira vez no estado de que gosto tanto. Adorei rever a Via Costeira, com suas lindíssimas praias.

20160602_063652.jpg

Conheci um ídolo do vôlei,  a Virna, que é rainha da simpatia. E ainda deu tempo de prestigiar o show de humildade de Maria Gadu no Teatro Riachuelo. A cantora abriu espaço para dois artistas locais que tinham feito uma mini-apresentação antes dela. Uma fofa!

20160602_113701.jpg

Não é todo dia que a gente toma água de côco com um ídolo

Seguimos para Mossoró, mas não deu para conhecer quase nada, porque nem dormimos lá. A noite seguinte foi em Fortaleza, onde tive a experiência de comer atum e camarões fresquíssimos, diretamente da barraca para a panela (no post seguinte eu conto). Também fui à nova Arena Castelão e fiquei impressionado com a qualidade e a beleza do estádio.

20160605_110822.jpg

Saindo da capital, a belíssima Praia de Cumbuco estava no nosso caminho. Que dia maravilhoso fez neste domingo! Aliás, será que tem dia ruim num cenário desses?

DSC_0014_11

Nosso último destino antes de cruzar mais uma divisa foi a simpática Sobral, com seu Arco de Nossa Senhora de Fátima…

20160606_082702~2.jpg

… e, finalmente, pude colocar meus pés no Piauí. Nossa primeira parada no estado foi Parnaíba, onde fica o maior delta do mundo. Mas, em função do mau tempo (e também pela falta dele – afinal,  vivemos sempre correndo), não pudemos conhecer essa grande atração. Mas saímos de lá com imagens incríveis para guardar na memória, como o Rio Igaraçu, o Porto das Barcas com seu centro histórico e a praia Pedra do Sal.

De lá, seguimos para Teresina, onde descobri que a capital do estado fica a pouquíssimos metros do Maranhão. A divisa entre os dois estados é marcada pelo Rio Parnaíba. Fomos ao Mirante da Ponte Estaiada. Lá do alto, deu pra perceber o que já tínhamos visto embaixo: que Teresina é uma cidade bonita e organizada. Gostei muito do que vi. E, assim, terminou o primeiro trecho terrestre dessa grande aventura: 8300km rodados em 12 estados, dormindo em 34 cidades. E ainda tem muito pela frente!

Próxima parada: Série EM/COMO: Em Fortaleza, como os fortalezenses

Parada anterior: Série EM/COMO: Na Paraíba, como os paraibanos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s